Casal francisquense fará parte de projeto para incentivar casamentos na cidade

Golar Power aguarda decisão da Antaq neste mês
12 de junho de 2018
São Francisco sedia prova de ciclismo de estrada
12 de junho de 2018

Jornalista: Júlia Vieira

Fotos: Guilherme Rodrigues

Nos últimos dois anos dos cinco de namoro, Mariana Nunes, 29 anos, imaginava e até iniciava os primeiros planos de se casar com Herllon Schlickmann, 29 anos, mas o desejo de que fosse na Igreja Matriz Nossa Senhora da Graça a acompanhava desde sempre. Só que ela não imaginava que casamento que irá acontecer em agosto faria parte de um projeto maior, o Destination Wedding São Francisco do Sul, criado pela cerimonialista do casal, Michele Fraga, que pretende fomentar o mercado matrimonial na cidade.

O casal de dois francisquenses naturais da cidade enfrentou dificuldades para engatar o namoro. Por estudarem no Colégio Francisquense quando crianças, viam naquela praça em frente à Igreja Matriz e na escola o cenário de memória onde conheceram pela primeira vez o amor da vida deles, mas não sabiam. “Ele sempre tentava alguma coisa, me paquerava, só que eu nunca dei bola, sempre achei ele muito brincalhão”. Mariana, aos 14 anos, não enxergava, naquela época, que a história dela seria construída ao lado de Herllon.

Porém, as dificuldades só iriam aumentar, pois nessa época ela viajou para estudar em Itajaí, e eles se distanciaram. O interesse amadureceu só quatro anos depois, quando em uma festa em Balneário Camboriú com amigos em comum dos dois, eles se beijaram pela primeira vez. “Todo mundo começou a falar ‘ah, até que enfim’ de zoeira, e aí começou aquela puguinha atrás da orelha”, conta Mariana.

Mesmo com o primeiro beijo e sentindo que aquela história poderia ter um futuro, os dois se separaram mais uma vez. Mariana voltou à cidade e começou um namoro com outra pessoa, passou a não ter mais contato com o Herllon.

Em início de 2013, ela terminou o namoro, mas quando perguntou de Herllon, soube que ele estava em um relacionamento. “Até comentei com uma amiga minha ‘Ah que legal, Herllon tá namorando, sorte dela porque ele deve ser muito gente boa’, porque ele era muito gente boa, de um coração enorme”, diz Mariana já demostrado ali que o interesse continuava.

Meses depois do comentário, Herllon terminou o namoro e procurou imediatamente Mariana, através da rede social Facebook, para marcar um encontro. “Isso foi em junho e ai em 23 de agosto ele me pediu em namoro”.

A história de Mariana e Herllon tem muito em comum com tantos casais que já se casaram ou que pensam em se casar em São Francisco do Sul, um amor que começou na escola e acompanha os pontos de referência de todo francisquense na cidade.  E por isso que Michele Fraga pretende documentá-la para a divulgação de um projeto dela que pretende não só trazer casamentos de fora para São Chico, até de outros países, mas também incentivar fornecedores a ter um olhar específico para esses eventos.

Cerimonialista pretende divulgar São Francisco como um destino para casamentos

Michele está há um ano na cidade, veio do Rio de Janeiro e já produziu mais de 230 casamentos na carreira e é também a criadora do evento Chá das Noivas, que aconteceu em maio. Observando o mercado matrimonial, se deu conta que São Francisco do Sul tinha um potencial para casamentos, mas que a divulgação disso e os próprios fornecedores diretos ou indiretos desse tipo de evento não percebiam como poderiam ganhar dinheiro com isso. “Não adiantava apenas divulgar o casamento. Pra eu divulgar o casamento, a cidade vai ter que estar preparada. A parte cenária, a parte de fotografia, o visual está preparado, está pronto, mas eu preciso ter o serviço”, conta.

Por isso, conversou com a gerente de Turismo e com a gerente da Comunicação da Prefeitura, Juliani Possamai e Michele Fontes, respectivamente, para entender como poderia ter uma parceria com a Prefeitura nesse projeto. Agora, Michele prepara o material para apresentar o projeto ao prefeito Renato Gama Lobo com o vídeo do pré-casamento de Mariana e Herllon. “A Mari está sendo um piloto pra gente pra ter realmente a cara do projeto, até porque a Mari é da cidade, de avós, pais, é uma filha da terra mesmo de São Francisco do Sul”.

Após isso, a cerimonialista pretende montar um vídeo institucional com o casamento da Mariana e do Herllon e também com outro casal francisquenses que irá se casar no restaurante Portela, em novembro, para mostrar o leque de possibilidades que a cidade oferece aos noivos. “O vídeo institucional a gente pretende fazer com que a Prefeitura use também nas mídias deles”, fala Michele sobre a parceria que pretende ter com a Prefeitura.

Além do vídeo institucional, o projeto será apresentado para Associação Comercial e Empresarial. Michele quer fazer uma série de palestras para apresentar a todos os empresários de São Francisco o projeto e incentivá-los a se especializar nesse mercado e a pensar nessa logística para atender casamentos de fora, também pretender abordar a importância de formalizar empresas que já atuam nessa área mas não tem um CNPJ, por exemplo.

Acompanhe o trabalho da Michele Fraga através do site: www.michelefraga.com

 

Parceiros

Além da Michele, também existe um equipe de fotógrafos e cinegrafistas que contribuem para a produção do material do projeto. Guilherme Rodrigues, de Itajaí, tem uma empresa de fotografia que está há oito anos no mercado e comenta que fotografar casamentos na cidade é único e inspirador. “Quando [os noivos] optam por São Francisco do Sul ficamos felizes por ser uma cidade histórica e por ter paisagens que nos permite criar, seja nas casinhas coloridas do Centro Histórico, na Praia do Mota, no Morro do Forte, na Prainha, no nascer do sol na Praia de Ubatuba ou então no pôr do sol na Baía da Babitonga”, explica.

Já Rafael Boeira, da empresa RB Filmes, também já atua oito no mercado, é de Itajaí e voltada a produção de filmes para casamentos. Conta que é possível realizar os mais lindos filmes de casamento na beira mar da cidade de São Francisco do Sul, usando de cenário das belas praias, da arquitetura histórica e da cultura tão presente na vida de todos os habitantes. “Quando os casais realizam seu casamento na Matriz de São Francisco do Sul nós temos a Baía da Babitonga logo ali ao lado para fazer maravilhosas fotos com aquele por do sol maravilhoso”.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *