logocf.png

Siga nossas redes sociais

      
Empreendimento

CMO afirma que projeto de estaleiro não foi congelado

Luciane Fachini, representante da CMO em São Francisco do Sul, explica que empresa ainda aguarda segunda licença ambiental

Foto: Divulgação

Diferente do que foi abordado em coluna de Claúdio Loetz, da NSC, no último domingo (2), a representante da CMO em São Francisco do Sul, Luciane Fachini, explica que o projeto de estaleiro não está congelado. "A CMO continua com o processo de licenciamento ativo e irá iniciar as obras, talvez em ritmo mais lento, porém nada está congelado", explica ela.

Em abril de 2018, a CMO conseguiu a Licença Ambiental de Instalação (LAI) no Instituto do Meio Ambiente de Santa Catarina (IMA) para a primeira fase das obras do estaleiro em terra. A construção não iniciou devido ao aguardo da empresa pelo segundo licenciamento ambiental para obras em mar, como o de dragagem e a escavação de um canal. 

Luciane também relata que o presidente da CMO, José Pedro Mota, comentou que em razão da situação da Petrobras e da economia do país, a previsão é de que a estatal volte a comprar a partir de 2022 e que as encomendas do pré-sal estejam em pleno funcionamento em 2025. Por esse fator, o ritmo poderia ser mais lento.

Dimensionado para processar 24 mil ton/aço por ano e atracar duas FPSO's simultaneamente, o Estaleiro CMO foi projetado para a construção e integração de módulos a plataformas, bem como para o reparo e manutenção de navios e plataformas. O Estaleiro também vai dispor de uma área de construção que permitirá a fabricação de jaquetas, monobóias, módulos de acomodação etc. O investimento anunciado, em 2014, é de R$ 700 milhões.




15372217003380.png

Correio Francisquense - Fone: (47) 9172-6939
Rua: Marcílio Dias, 425 sala 09 São Francisco do Sul - Santa Catarina

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados