logocf.png

Siga nossas redes sociais

      
Saúde Municipal

Pandemia: Mudanças de conceito e atitude transformam a rotina dos atendimentos aos pacientes no Hospital Municipal Maternidade Nossa Senhora da Graça

A entrevista com Clemência Moreira de Souza, diretora executiva do Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça e da UPA 24 Horas, nos permite saber um pouco sobre como a Pandemia alterou significativamente os atendimentos e as relações entre pacientes, médicos e comunidade em geral no único hospital público de média complexidade que atende pacientes das cidades de Araquari e Balneário de Barra do Sul.

CF: Qual é a sua avaliação sobre os seis meses de pandemia? Mudou a rotina do hospital?  

Clemência - A pandemia propiciou uma mudança significativa nos processos de trabalho da área administrativa e assistencial do Hospital e Maternidade Municipal Nossa Senhora da Graça (HMMNSG). O desafio em adequar, buscar recursos e parcerias para atender a demanda com segurança e proteção diz muito sobre o jeito de gerir do INDSH que, em sua essência, preconiza a defesa da vida.

O engajamento e a preocupação com as equipes que atuavam e atuam diretamente no atendimento aos pacientes foi a mola propulsora da gestão por lidar com incertezas, medo, insegurança e algo tão novo e tão impactante. O nosso plano de contingência emergencial e intersetorial de combate ao Coronavírus assegurou o alinhamento de ações e o apoio aos profissionais no enfretamento diário aos desafios do atendimento a pacientes sintomáticos.

CF: O que a pandemia representou para o corpo clínico e a diretoria do hospital?

Clemência - A propagação do vírus exigiu que mudássemos conceitos e atitudes, bem como a forma como administramos a vida profissional e pessoal. A pandemia exigiu-nos também providências no ambiente hospitalar, estruturando e equipando os espaços físicos para resguardar e proteger a equipe. Para unir forças nessa batalha, firmamos parcerias com vários setores da sociedade francisquense, as quais foram muito significativas, especialmente com a doação de equipamentos de proteção individual (EPIs) e materiais de suporte clínico.

Reforçamos ainda o importante envolvimento dos parceiros de gestão tanto da Prefeitura como da Secretaria Municipal de Saúde, que não mediram esforços para buscar respostas e adequar recursos, investindo na saúde e nos processos de atendimento. Por último, quero destacar o compromisso e o fortalecimento dos profissionais que atuam na linha de frente do hospital, oferecendo serviços de qualidade, dignos a todos que buscam o atendimento diariamente.



15372217003380.png

Correio Francisquense - Fone: (47) 9172-6939
Rua: Marcílio Dias, 425 sala 09 São Francisco do Sul - Santa Catarina

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados