logocf.png

Siga nossas redes sociais

      
Mês da Mulher

Troféu Mulher que Faz 2019 será entregue na Câmara de Vereadores

O prêmio destacará cinco mulheres que trabalham em prol da cidade

Foto: Divulgação
A Câmara de Vereadores entregará hoje (27), às 19h, o Troféu Mulher que Faz 2019. O prêmio é uma alusão ao Dia da Mulher, lembrado no país no mês de março, e irá destacar cinco mulheres representativas em São Francisco do Sul.

O Conselho Municipal dos Direitos da Mulher e a Câmara de Vereadores são os idealizadores do Troféu, sendo este ano a 13ª edição.

Conheça as mulheres homenageadas:

Athenais Caldeira Possamai: a professora Athenais iniciou a carreira em São Francisco do Sul no Grupo Escolar Claurinice Vieira Caldeira. Após essa experiência, prestou concurso e passou a lecionar no Ginásio e Colégio Santa Catarina. Na década de 70, fundou com seu marido Floriano e seu cunhado Aldo o Colégio Francisquense, onde foi professora e diretora.
Durante sua gestão, várias inovações foram inseridas no currículo escolar do colégio como Balé Clássico, Teatro, Pioneirismo Juvenil, e outras atividades que se mantém até hoje. Atualmente é administradora da escola particular, e sua dedicação a educação perdura por mais de meio século.

Clarice Portella de Lima: formada em Pedagogia e Letras com especialização em Gestão Escola e Políticas Públicas.
Iniciou sua carreira profissional como professora na Escola Isolada do Morro Grande, em São Francisco do Sul, no ano de 1979.
A partir daí fez inúmeras contribuições para educação do município, da região norte e do estado.
Trabalhou como professora no Colégio Francisquense, e nas escolas Felipe Schimidt, Claurenice Vieira Caldeira e Santa Catarina. Atuou como Diretora nas Escolas Ruth Nóbrega Martinez, no Miranda, e Felipe Schimidt.
Foi responsável também pela municipalização de Ensino em São Francisco do Sul. Teve atuação em órgãos de educação de Joinville e Florianópolis. Fundou conselhos e fóruns para discussão de temas relacionados à área de educação na região. Atualmente é a Presidente da ONG Amor Vida e membro do Conselho Balé do Bolshoi de Joinville.

Maria Fernandes Torres: enfermeira que atua há mais de 19 anos na área, iniciou sua profissão no ano de 1978, no Hospital de Caridade, que era administrado pela Venerável Ordem Terceira como atendente de enfermagem. No ano de 1997, começou a trabalhar para Prefeitura como auxiliar de enfermagem, sendo contratada e trabalhando até hoje no posto de saúde da Enseada. 
Maria, aos 67 anos, esbanja saúde e muita disposição para ajudar o próximo assim como aos familiares e amigos.
A enfermeira recorda da dificuldade nos trabalhos realizados na unidade de saúde da Enseada na época: quando tinham paciente durante o período da noite, fechavam a unidade e levavam para o Pronto Socorro no Centro da cidade. Ela colocava bilhete na porta do posto avisando "Levamos paciente em São Francisco do Sul, já voltamos", e era assim a noite toda. Como ela diz "saudades daquele tempo".

Miroslawa Groshowicz: a partir de 1994, iniciou trabalho independente em defesa animal no município. Ao longo dos 25 anos de proteção animal, várias pessoas foram auxiliando no trabalho, se formando uma equipe conhecida como Gang do Bicho Defesa Animal Independente. 
O grupo resgatou ao longo dos anos centenas de animais. Em 2011, a Gang do Bicho, através de Miroslawa, foi homenageada com o título de servidora destaque pelo trabalho em prol da proteção animal na comunidade. No concurso de Servidor Destaque, promovido pelo Tribunal de Justiça de SC, onde trabalhou como servidora por 26 anos, a Gang do Bicho obteve a quarta maior votação.
Em 2016, o trabalho da Gang foi novamente reconhecido através de Miroslawa, ganhando o título de Cidadã Benemérita pela Câmara de Vereadores.

Valéria Borba de Oliveira: mãe de uma criança excepcional - após um parto complicado em que seu filho passou por uma falta de oxigênio no cérebro - Valéria uniu famílias que vivenciavam a mesma situação e liderou a criação da APAE na cidade, com o apoio da Fundação Catarinense de Educação Especial. Tornou-se a primeira diretora da Associação, em 1979, e querendo se aprofundar mais no assunto, formou-se em 1990 em Terapia Ocupacional, pela ACE, e passou a atender crianças excepcionais em seu consultório.
O filho de Valéria, que a inspirou nessa jornada, morreu no ano passado.



15372217003380.png

Correio Francisquense - Fone: (47) 9172-6939
Rua: Marcílio Dias, 425 sala 09 São Francisco do Sul - Santa Catarina

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados