logocf.png

Siga nossas redes sociais

      
Meio Ambiente

Filhote de lobo-marinho aparece em praias de São Francisco do Sul e Itapoá

Foto: Divulgação

A equipe do PMP-BS/Univille está monitorando o aparecimento de um jovem lobo-marinho-sul-americano, na praia do Ervino, em São Francisco do Sul, na última terça-feira (16) e em Itapoá, ontem (17). Nas duas situações o animal permaneceu por pouco tempo na faixa de areia, retornando ao mar. 

Segundo a avaliação do veterinário, Guilherme Guerra, o animal está em boas condições e precisa apenas descansar, o que costuma fazer na praia ou no costão rochoso. 

O Projeto ressalta a importância de respeitar o momento de recuperação e descanso da espécie. E conta com a compreensão de turistas e moradores para acionar a equipe do PMP-BS / Univille quando for avistado o animal marinho. As orientações são para que não se aproxime do local; afaste os cães; não force o retorno do animal para água e não tentem alimentá-lo. Além de prejudicar o lobinho, é sempre bom lembrar que ele pode se tornar agressivo quando importunado. 

O lobo-marinho-sul-americano tem este nome pois é típico da América do Sul e habita costões e praias rochosas do Chile, Peru e Argentina. É comum que animais jovens se dispersem de suas colônias e se percam em correntes frias que vem do Sul, aparecendo nas praias do norte de Santa Catarina durante o inverno.

Este mamífero marinho também é conhecido como lobo-marinho-escuro e pertence a um grupo conhecido como "pinípede", que reúne os lobos-marinhos, focas e elefantes-marinhos. Os lobos pertencem à família Otariidae, que se caracteriza pela presença de pequenas orelhas e membros anteriores maiores, características estas que os diferenciam das focas. 

O Projeto de Monitoramento de Praias da Bacia de Santos (PMP-BS) é uma atividade desenvolvida para o atendimento de condicionante do licenciamento ambiental federal das atividades da Petrobras de produção e escoamento de petróleo e gás natural no Polo Pré-Sal da Bacia de Santos, conduzido pelo Ibama. Esse projeto tem como objetivo avaliar os possíveis impactos das atividades de produção e escoamento de petróleo sobre as aves, tartarugas e mamíferos marinhos, através do monitoramento das praias e do atendimento veterinário aos animais vivos e necropsia dos animais encontrados mortos. O projeto é realizado desde Laguna/SC até Saquarema/RJ, sendo dividido em 15 trechos. A Univille monitora o Trecho 5, compreendido entre Araquari e Itapoá. Ao avistar um animal marinho debilitado ou morto na praia, ligue: 0800 642 3341 / (47) 3471-3816 / (47) 99212-9218. 




15372217003380.png

Correio Francisquense - Fone: (47) 9172-6939
Rua: Marcílio Dias, 425 sala 09 São Francisco do Sul - Santa Catarina

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados