logocf.png

Siga nossas redes sociais

      
Política

Prefeitos da Amunesc pedem ações efetivas do Governo do Estado

Região ainda não recebeu EPIs ou recursos da esfera estadual

Reunidos pela segunda vez em assembleia geral por videoconferência, os prefeitos da região da Amunesc manifestaram preocupação com as medidas adotadas pelo governo do estado no que diz respeito às restrições ou permissões de comércio e indústria e cobraram celeridade no repasse de recursos. O encontro aconteceu na manhã de hoje (09) e teve coordenação do presidente da Associação e prefeito de Garuva, dr. Rodrigo Adriany David. 

"É evidente que falta diálogo entre estado e municípios, e que as ações adotadas pelo governo são pouco práticas. Falta efetividade. Até agora nenhum dos nossos municípios recebeu um centavo em recursos. Não chegou um EPI sequer para nós. Joinville, que é tida pelo Estado como referência na região no atendimento de casos de Covid-19, está arcando com os custos sozinha. Quem está pagando a conta é única e exclusivamente o município", declarou dr. Rodrigo. O presidente repercutiu as informações repassadas pelo Secretário de Saúde de Joinville, Jean Rodrigues da Silva. 

Segundo Jean, o pico de contágio pelo Coronavírus em Joinville é esperado para as próximas quatro semanas, razão pela qual a prefeitura segue ampliando o número de leitos de enfermaria e de UTI exclusivos para Covid-19. "Estamos tranquilos de que temos condições de atendimento atualmente, mas sabemos que os casos poderão aumentar exponencialmente ou geometricamente, então o acompanhamento nas próximas semanas é crucial", afirmou o Secretário. Por isso, a prefeitura investe na campanha Máscara para Todos e estimula o uso de máscaras confeccionadas com tecido para manter a população atenta aos hábitos de prevenção.  

A Diretora Executiva do Consórcio Intermunicipal de Saúde do Nordeste de Santa Catarina (Cisnordeste), Ana Maria Groff Jansen, participou do encontro e abordou as dificuldades enfrentadas pelo Consórcio. Apesar do confisco de materiais comprados e do aumento nos preços dos Equipamentos de Proteção Individual (EPIs), o Cisnordeste efetivou R$ 4 milhões em equipamentos para os municípios consorciados, que incluem a Amunesc, a Associação de Municípios do Vale do Itapocu (Amvali) e o município de Piên, no Paraná.  

A Amunesc enviará ofício ao governo estadual cobrando providências. "Nossa população tem direito à saúde e aos nossos equipamentos", afirmou o prefeito Marlon Neuber, de Itapoá, ratificado pelo prefeito Clenilton Carlos Pereira, de Araquari: "é na ponta que chegam as demandas e as reclamações, é para o prefeito que a população reclama se não pode trabalhar ou se não é atendida pela saúde. Nós estamos esperançosos e aguardando que o Governo do Estado faça as regulamentações e envie recursos para que nós consigamos dar conta deste desafio", concluiu Clenilton. 


15372217003380.png

Correio Francisquense - Fone: (47) 9172-6939
Rua: Marcílio Dias, 425 sala 09 São Francisco do Sul - Santa Catarina

Copyright © 2018. Todos os direitos reservados