Taxa de Preservação Ambiental (TPA) é tema de reunião

KIRA a nova companheira da Operação Veraneio de São Francisco do Sul
12 de janeiro de 2018
Fatma emite novo relatório de balneabilidade das praias. Dois pontos no bairro Paulas continuam impróprias para banho
13 de janeiro de 2018

Foto: Manuel Caetano

Foto: Manuel Caetano

Na manhã de hoje (12), o prefeito Renato Gama Lobo recebeu a prefeita de Bombinhas, Ana Paula da Silva, e o vice-prefeito da cidade, Paulo Henrique Dalago Müller. Eles trataram sobre a Taxa de Preservação Ambiental (TPA) iniciada em Bombinhas no ano de 2014 e sobre os estudos para a implantação em São Francisco do Sul.

De acordo com o prefeito Renato, boas práticas devem ser copiadas. “Fui ver de perto o trabalho das equipes no fim do ano em Bombinhas e encontrei uma cidade limpa e organizada. Nossa São Francisco do Sul merece ser dessa forma também em períodos de temporada, quando nossa população e os custos com serviços públicos, bem como com impactos ambientais, triplicam”, ressaltou.

Segundo a prefeita de Bombinhas, antes da taxa a cidade se encontrava em pânico no período de verão. “Nós não conseguíamos arrecadar satisfatoriamente para fazer frente às despesas ambientais provocadas pelo excesso de pessoas. A cidade vivia suja e não tínhamos dinheiro para limpar e preparar para o turismo”, afirmou. Agora, após quatro anos da TPA, a cidade possui infraestrutura, limpeza adequada e outros pontos positivos. “Conseguimos explicar para os munícipes e para os turistas que a taxa nada mais é que uma oportunidade do turista ajudar na despesa ambiental provocada por ele próprio. Antes, era o próprio povo que pagava pelo aumento da população na temporada”.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *